16°C 27°C
São Paulo, SP
Publicidade
Anúncio

Dono de bar é indiciado por obrigar clientes a pagarem taxa de serviço de 13% em Palmas

A polícia também foi informada que os clientes muitas vezes pagavam por produtos que não haviam sido consumidos.

04/05/2023 às 12h04
Por: Redação
Compartilhe:
Dono de bar é indiciado por obrigar clientes a pagarem taxa de serviço de 13% em Palmas

 

O dono de um bar localizado em Taquaralto, na região sul de Palmas, foi indiciado por fazer cobranças indevidas com relação à taxa de serviço sobre consumo. Esse valor, conhecido como os ‘taxa do garçom’, deveria ser pago de forma opcional, mas o estabelecimento, que cobrava 13%, chegou a ser notificado após reclamações.

 

De acordo com a Polícia Civil, consumidores reclamaram que o proprietário, de 30 anos, obrigava os clientes a pagar a taxa e os funcionários ainda se recusavam a emitir nota fiscal do consumo. O estabelecimento chegou a receber diversas críticas nas redes sociais.

 

Além dessa irregularidade, o bar não tinha nenhuma informação que informava que a taxa de 13% sobre o consumo era obrigatória.

 

Uma testemunha chegou a contar em depoimento que chegou a dizer ao garçom que não era obrigado a pagar a taxa. Mas a pessoa foi informada que ou pagava os 13% ou o valor do couvert artístico, mesmo que o bar não apresentasse nenhuma atração musical.

 

A polícia também foi informada que os clientes muitas vezes pagavam por produtos que não haviam sido consumidos.

 

Cobrança obrigatória por lei

 

A cobrança da taxa de forma obrigatória é uma prática considera abusiva e criminalizada pelo Código de Defesa do Consumidor. Caso o dono do bar seja condenado pela prática, poderá receber uma pena detenção de três meses a um ano e ainda o pagamento de multa.

 

Sobre a cobrança dessa taxa de serviço, não há um valor mínimo ou máximo a ser cobrado. Cada estabelecimento determina um percentual sobre o valor do que foi consumido para destinar ao garçom que realizou o atendimento. Entretanto, o consumidor jamais deve ser obrigado ou constrangido a pagar a taxa.

 

O Procon esteve no bar em janeiro deste ano e a equipe de fiscalização do notificou o dono do bar. Conforme o órgão, em caso de cobrança o bar precisa informa-la com clareza e ampla divulgação. “O consumidor deve ficar à vontade para avaliar o atendimento e decidir se quer ou não pagar esta taxa”, disse o representante do Procon, Rafael Pereira Parente.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
São Paulo, SP
19°
Tempo limpo

Mín. 16° Máx. 27°

19° Sensação
3.6km/h Vento
63% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h48 Nascer do sol
05h29 Pôr do sol
Dom 28° 18°
Seg 30° 19°
Ter 19° 17°
Qua 29° 17°
Qui 24° 18°
Atualizado às 10h06
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,81 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 369,959,34 +0,60%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Lenium - Criar site de notícias